O que devo ter em mente antes de viajar para o exterior?

Para desfrutar de uma viagem ao exterior segura e sem preocupações, o melhor conselho que se pode dar é prepará-la com bastante antecedência para que tenhamos tempo de obter todas as informações necessárias, levar bagagem prática e fazer todas as etapas da viagem para o destino escolhido.

Confira também: Os melhores paises para viajar.

Viagens ao exterior: 10 dicas para nos organizarmos e evitar imprevistos

viajar para o exterior

1. Informe-se sobre os documentos e requisitos de entrada

Na hora de escolher um destino, devemos conhecer os requisitos necessários para entrar no país, seja a nível de documentação, vacinas e moeda. Portanto, a primeira coisa que vamos fazer é encontrar o que é necessário para tornar a nossa viagem: Se precisamos de um  visto , passaporte , ou se o DNI é suficiente. 

Lembre-se que a renovação do passaporte ou a obtenção do visto levam algum tempo, por isso é melhor não deixar para o último minuto. Portanto, assim que fizermos a reserva da viagem ao exterior, iremos verificar o prazo de validade do nosso RG ou passaporte.

Se vamos viajar para o exterior com crianças, mantenha a documentação em dia. 

Esses requisitos e documentação podem ser encontrados nas Recomendações de Viagem do Ministério de Relações Exteriores e Cooperação ou na Embaixada e Consulado do país de destino.

Ao fazer a reserva da nossa viagem, é importante verificar se temos os documentos necessários ou a data de validade, caso seja necessário marcar uma consulta para renová-los ou emiti-los pela primeira vez.

2. Cuidar da sua saúde no destino: vacinas, kit de viagem e cuidados com a alimentação.

Dependendo para onde queremos viajar, algumas vacinas podem ser necessárias. Para evitar e enfrentar pequenos problemas de saúde, será necessário levar na bagagem alguns  medicamentos básicos ou produtos parafarmáticos: analgésicos, antiinflamatórios,  protetor solar ou para derrames, protetor de estômago ou comprimidos para diarréia e má digestão , etc. 

Se estamos seguindo um tratamento específico, o ideal é viajar com uma dose que ultrapasse a duração da nossa estada em vários dias, caso algum medicamento se perca ou estrague.

É importante informar: como irá transportar medicamentos no avião e os regulamentos de destino para sua entrada. Substâncias ou doses admitidas no Brasil podem ser ilegais em outro país. Os  folhetos, receitas e laudo médico  servirão para demonstrar na alfândega que precisamos levar os medicamentos com que viajamos.

A falta de higiene no manuseio de alimentos, água corrente ou condimentos em algumas cozinhas ao redor do mundo pode fazer com que nosso estômago sofra ou que contraímos uma doença alimentar. 

Portanto, deve-se beber água engarrafada e evitar o consumo de alimentos crus em alguns destinos estrangeiros.

3. Viagem protegida: Compre seguro para viajar ao exterior

Receber atendimento médico com agilidade e qualidade é o principal problema de quem viaja para o exterior, difícil de resolver por não estar aderido a um sistema nacional de saúde. 

Para facilitar a localização do centro médico e evitar despesas de saúde, que podem ser muito mais caras que o custo da viagem em muitos destinos, é importante, senão obrigatório (Cuba, Rússia, etc.), adquirir um seguro de viagem serviço internacional  que conta com assistência 24 horas.

O seguro de viagem também auxilia e paga por outros problemas típicos de viagens ao exterior, como perda ou roubo de bagagem e documentos, atrasos e cancelamentos de transporte ou cancelamento da viagem.

4. Informe a melhor forma de pagamento durante sua viagem ao exterior

É muito importante saber onde é melhor para trocarmos moeda no destino, bem como ter a certeza de que os nossos cartões de crédito são válidos. Também é conveniente conhecer algumas medidas de segurança ao sacar dinheiro em caixas eletrônicos ou pagar em empresas locais. 

É importante conferir se o destino para o qual viajamos possui restrições à entrada ou saída de moeda ou exige que o viajante tenha uma determinada quantia para comprovar sua solvência durante sua estada no país.

5. Conheça as regras e costumes do destino

Informar-se sobre costumes e legislações que podem nos afetar como viajantes pode ser muito útil para entender e funcionar mais facilmente no país, e, acima de tudo, evitar problemas com a população ou com as autoridades.

Aprender expressões básicas da língua do país que iremos visitar nunca é demais. Saber dizer olá, pedir por favor, dizer obrigado, pedir comida, ajuda, telefone ou banheiro pode nos salvar ocasionalmente.

6. Planeje a viagem

É importante saber com antecedência as diferentes opções para chegar ao destino (voos diretos ou escalas, ferry, autoestradas, etc.), o que ver e o que fazer, os tipos de alojamento existentes e como se deslocar pelo país. Isso nos ajudará  a obter as reservas mais convenientes de acordo com nossos interesses.

Veja também: Melhores Dicas de Viagem – Faça sua Viagem sem se preocupar

7. Preparando a Bagagem – Conhecendo os regulamentos internacionais e o ambiente em que viajamos

Encher a mala “por precaução” só tornará mais difícil sua viagem de ida e volta para o destino, especialmente se vamos viajar por outras cidades, ou pior, ser barrado no aeroporto devido ao excesso de peso ou ao transporte de objetos não permitido. 

Por este motivo, devemos nos informar sobre os regulamentos de bagagem da companhia aérea em que viajamos e os do transporte de alguns itens no destino: medicamentos, alimentos , etc.

8. Esteja localizado durante a viagem ao exterior

Claro, devemos avisar quando viajamos e para onde iremos ir, seja para amigos ou familiares. Mantenha sempre o contato para se caso acontecer algum problema, você poder notificar alguém e poder pedir ajua.

9. Guarde documentos, endereços úteis e números de telefone do destino

Como forma de prevenção, é aconselhável  guardar em um local seguro os originais e cópias dos documentos de viagem: passagens, reservas, faturas, até brochuras e contratos da agência de viagem.

É  aconselhável anotar os números de telefone que nos podem ajudar a resolver problemas durante a nossa viagem ao estrangeiro: polícia, emergências, seguro viagem, hotel ou Embaixada e Consulados.

10. Saiba como lidar com problemas típicos de viagens

O conhecimento de  nossos direitos como passageiros  nos permitirá reclamar e solicitar indenização por atraso ou cancelamento de transporte ou problemas de bagagem o mais rápido possível. Diante desses e outros incidentes, como a necessidade de atendimento médico, devemos saber quais documentos reunir para solicitar o reembolso à nossa seguradora.

Antes de viajar, verificaremos se nossa bagagem está pronta (quantidade, peso e dimensões) e se estamos levando tudo: documentos, dinheiro, cartões, celular e carregadores, adaptador de tomada, remédios, passagens e reservas, etc. Agora estamos prontos para viajar para o exterior!

Esse conteúdo foi Desenvolvido em parceria com o blog Viajando com Você, site especializado em dicas de viagem, roteiros e lugares para se viajar.

Avalie