Posso levar comida no avião? Saiba as regras das companhias aereas

Avalie

É permitido levar comida no avião? É possível levar algum tipo de alimento com minha bagagem em uma viagem longa? Conseguimos fazer isso ou devemos usufruir somente do serviço de bordo da companhia aérea (que quase sempre é algo muito ruim de degustar, ao menos em classe econômica)?

Viajar de avião era algo mais difícil no passado, principalmente porque nem todo mundo tinha dinheiro para uma passagem aérea. Com o tempo, melhora da economia brasileira e com o dinheiro valendo mais, ficou mais fácil para o brasileiro médio viajar, seja para trabalhar, visitar a família e até mesmo curtir umas férias.

Porém, uma dúvida que se instala há muitas décadas é em relação à alimentação a bordo do avião. Algumas pessoas já até mesmo pesquisaram isso no passado, mas como não possuem o costume de viajar cotidianamente, acabaram se esquecendo da resposta: afinal, posso levar comida no avião?

Neste conteúdo, vamos responder a essa pergunta e falar um pouco mais sobre as restrições que existem e outras curiosidades sobre o assunto. Dessa forma, você fia por dentro do que pode e o que não pode fazer, levando seu lanchinho para uma viagem que pode durar bastante. Leia conosco, vamos lá!

Posso levar comida no avião. Café da manhã servido em um avião
Posso levar comida no avião? Foto: Pixabay

Pode levar comida no avião?

Afinal, posso ou não posso levar comida no avião? Antes mesmo de continuar nosso conteúdo com outras informações relevantes, vamos direto ao assunto para sanar sua dúvida principal. Então, sem maiores delongas, saiba que sim, você pode levar comida no avião sem nenhum tipo de problema.

Levar alimento em uma viagem, independentemente da forma que ela aconteça (serviço público, privado, avião, trem, ônibus ou qualquer outra maneira) é um direito do cidadão em seu local como cliente do serviço que está sendo prestado. Então, saiba que pode sim levar aquele lanchinho com você.

Esse determinado lanche ou comida, pode ser levado tanto na bagagem de mão e até mesmo naquela que será despachada. Obviamente, a sua dúvida é em relação ao alimento da bagagem de mão, afinal, será a única bolsa, mochila ou mala que ficará ao seu alcance para se alimentar durante a viagem.

A nossa única recomendação é que você, antes de embarcar, busque se informar sobre as regras da companhia aérea. Algumas companhias possuem restrições sobre o alimento: tamanho, peso e outras dimensões podem possuir determinados limites, visando garantir a segurança de todos os passageiros.

Além disso, é comum que as companhias não permitam mexer em smartphones, Tablets, notebooks e alimentos durante a decolagem e o pouso do avião. E onde conseguir essas informações? Bom, depende muito. Algumas companhias fornecem essas informações em seu site, mas para garantir é interessante perguntar sobre o assunto no guichê da empresa, ainda no aeroporto.

Café com leite e desenho de avião
Café com desenho de avião. Foto: Pixabay

O que aconteceu com o serviço de bordo?

A sua dúvida era “posso levar comida no avião?” e respondemos que, felizmente, sim. Sabendo disso, podemos pular para a segunda e última parte do nosso conteúdo: o que aconteceu com o serviço de bordo? Apesar de não ser algo maravilhoso, poder comprar um biscoito, água ou refrigerante é sempre útil em uma viagem de avião, principalmente as mais longas.

Porém, se você anda bastante de avião para um lado e outro deve ter notado algo diferente: o serviço de bordo com esses alimentos não passa mais, e por quê? Bem, devido à situação sanitária que estamos passando a nível mundial, as empresas aéreas mais famosas, como a Gol, Azul e LATAM (três principais no Brasil), suspenderam o serviço.

Isso garante maior segurança em relação ao problema, já que dificilmente os passageiros irão tirar a máscara durante a viagem. Até a próxima!

Perguntas Frequentes

Por que o serviço de bordo não está sendo feito em algumas companhias aéreas?

Grandes companhias decidiram suspender os serviços de bordo devido as situações sanitárias enfrentadas em torno do mundo todo, a fim de evitar que seus passageiros retirem as máscaras durante a viagem.