Carro roubado durante a viagem: como proceder?

Imagine que você comprou um seminovo em Florianópolis e foi viajar de férias. Passeou um pouco pelo Brasil com o automóvel antes de chegar ao seu destino, uma cidade no interior de Minas Gerais, com paisagens campestres incríveis, uma pousada maravilhosa e experiências gastronômicas sem igual. No entanto, uma má notícia: você teve seu carro roubado durante a viagem. O que fazer agora?

Ter um carro roubado não é algo muito fora do comum. Pelo contrário: o Brasil tem, em média, 1 milhão de automóveis roubados a cada 4 anos. É muita coisa e pode acontecer com qualquer um. Se você tiver um seguro automotivo, pode recuperar o valor para a aquisição de um novo veículo, mas as regras ficam mais complicadas se você estiver em uma viagem.

Quer entender o que fazer se tiver um carro roubado durante a viagem? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Carro roubado durante a viagem: o que fazer?

Carro prata sendo roubado durante Viagem
Ter um carro roubado infelizmente é um problema comum. Foto: Pixabay

1. Ligar para a polícia

O primeiro passo a tomar caso você tenha tido seu carro roubado durante a viagem é, claro, ligar para a polícia. Você precisará fornecer o máximo possível de informações para que os policiais possam maximizar as chances de encontrar o seu automóvel a tempo de recuperá-lo, incluindo modelo, cor, ano, placa, local do roubo e todas as evidências que você tiver.

Quanto mais detalhado for o seu relato, maiores as chances da polícia encontrar o veículo. Por isso, tente reunir o máximo de informações concretas para apresentar aos policiais.

Mesmo que você seja de outra cidade, caso o carro seja encontrado, a polícia entrará em contato para você recuperá-lo. Portanto, essa é a primeira e principal ação a tomar.

Leia mais: 8 acessórios indispensáveis para o seu carro antes de viajar

2. Reunir todas as evidências necessárias

Depois de entrar em contato com a polícia, a sua preocupação deve ser o seu seguro automotivo. Isso porque muitas operadoras se recusam a indenizar o cliente caso o veículo seja roubado em outra cidade que não aquela descrita em contrato. A argumentação das operadoras é que se o carro do cliente foi comprado para andar na cidade X, mas ele estava na cidade Y, então o padrão de risco muda e, portanto, não é razoável esperar que a empresa pague a indenização.

Ainda que essa argumentação tenha sucesso nos tribunais, atualmente a tendência começou a mudar e já existem muitos casos em que os consumidores conseguiram a indenização por parte do seguro automotivo que usou essa argumentação.

Para isso, portanto, é vital que você reúna todas as informações e evidências possíveis para mostrar que o veículo foi roubado, apesar de você ter tomado todos os cuidados e que, de nenhuma forma, isso pode ser considerado negligência sua e que você não mentiu quanto a cidade onde o carro é usado majoritariamente.

Leia também: Quais carros são os melhores para viajar?

3. Falar com o seu seguro

Depois de reunir todas as evidências, é hora de entrar em contato com o seu seguro para falar sobre o roubo. Lembre-se de respeitar o prazo determinado em contrato e usar todos os canais especificados pela operadora. Além disso, guarde toda a comunicação com a seguradora responsável pelo seguro automotivo para usar como prova em um eventual processo judicial, caso seja necessário.

Sem dar falsas esperanças para você, a primeira reação do seu seguro será provavelmente de negar a indenização. Isso porque o roubo aconteceu em uma cidade fora daquela que você afirmou no contrato que o carro estaria.

Assim, a operadora vai argumentar que você mentiu dizendo que o carro estaria em outra cidade para pagar uma apólice mais barata.

O seu trabalho será, então, de provar que era apenas uma viagem e não algo constante, provavelmente entrando com um processo para conseguir a indenização. Isso é relativamente comum e muitas pessoas já receberam seus benefícios dessa forma.

4. Consultar um advogado

Depois de falar com o seu seguro, entre em contato com um advogado de confiança e que, preferencialmente, já tenha lidado com casos assim com sucesso. A ideia é que o profissional possa ajudar a entrar em contato com a seguradora e, caso necessário, processá-la para que você receba a sua indenização.

Conteúdo complementar: 4 cuidados para ter com seu carro antes de viajar

5. Avaliar as suas opções

Por fim, o último passo a tomar é avaliar as suas opções tanto para voltar para casa quanto em relação ao processo com a operadora do seguro automotivo. Não será fácil lidar com o problema, mas eventualmente tudo dará certo.

Pronto! Agora que você já sabe o que fazer caso tenha o carro roubado durante a viagem, é hora de começar a avaliar as suas condições, se isso aconteceu com você recentemente. Se for o caso, lamentamos o inconveniente e esperamos que o artigo possa ser útil para resolver o seu problema. É possível sim que o seu seguro automotivo queira se recusar a indenizá-lo, mas existem casos na Justiça em que a situação foi revertida. Boa sorte!

Se você gostou do conteúdo e ele foi útil, compartilhe-o nas suas redes sociais e deixe um comentário abaixo para auxiliar ainda mais os leitores do Agora Viagem!

5/5 - (1 voto)